Buscar
  • ASCOM Fé na Gente!

Sílvio Humberto comemora ampliação do sistema de cotas na UEFS

Decisão foi tomada pelo Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) no final de agosto


O vereador Sílvio Humberto (PSB) celebrou a decisão da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS em estender a política de cotas no processo seletivo dos cursos de pós-graduação da instituição.

“Nessa conjuntura de retrocessos em que nos encontramos, uma iniciativa como essa além de ser uma Ação Afirmativa, é também um ato de resistência e enfrentamento ao autoritarismo e ao racismo estrutural”, pontuou

Professor de Economia há mais de vinte anos na instituição, o edil informa que fará uma moção de aplausos para parabenizar a Universidade.

“Temos um país campeão no quesito desigualdade, visto que o fim da escravatura não possibilitou nenhuma garantia do Estado para os grupos historicamente excluídos, então, a implementação das cotas é uma alternativa encontrada por nós movimento negro para garantir reparação, justiça social e acessos a pessoas negras, ciganas, LGBTQIA+, indígenas, quilombolas, e deficientes”, afirmou. “A UEFS merece todo nosso reconhecimento”, defendeu.


O sistema de cotas nos cursos de pós-graduação da UEFS terá início nos processos seletivos a partir de 1º de janeiro de 2022 e os critérios de equidade para acesso são: 50% do quantitativo das vagas serão ocupados em ampla concorrência; e 50% das vagas ofertadas em seleções deverão ser reservadas para grupos populacionais que historicamente foram excluídos do exercício pleno de cidadania no Brasil. Neste último caso, 70% das vagas serão ocupadas por pessoas negras e 30% por candidatos indígenas, quilombolas, trans ou com deficiência. Ao pleito de candidatos negros, deverão ser adotados os procedimentos de heteroidentificação. Já para as candidaturas de pessoas dos grupos indígenas, quilombolas, trans ou com deficiência, haverá validação de documentos.

0 visualização0 comentário